Home Curiosidades Correção de crédito no consórcio

Correção de crédito no consórcio

por Lino
0 Comente

Felizmente, as pessoas estão fazendo cada vez mais relatórios sobre como funciona o consórcio. Elas descobrem seus benefícios e encontram uma solução melhor do que o financiamento. É claro que todos devem tomar sua própria decisão, depois de avaliar os prós e contras. Mas é importante abrir os olhos para certas coisas. Para quem ainda pensa que o consórcio tem interesses por causa de ajustes nos pagamentos, leia o artigo e veja que é uma correção de crédito. Veja também como ele é feito!

Quando é realizada uma correção de crédito?

A Correção de Crédito é o ajuste da letra de valor do crédito seguindo um índice específico. Este índice (ou indexador) é definido no contrato de filiação.

A Correção de Crédito tem como objetivo garantir o poder de compra do consorte, o que o impede de completar o valor da carta de crédito a fim de poder adquirir seu produto ou contratar o serviço que desejar, o consórcio perderia grande parte de sua eficiência.

Todos os produtos e serviços no Brasil estão sujeitos à inflação e podem, então, ter seus preços reajustados ao longo do tempo.

Por exemplo, se você entrar em um consórcio de veículos com um valor de crédito de R$ 60.000, após 2 anos, você receberá uma carta de crédito com o valor atualizado do carro. Supondo que houve um aumento de 15% neste período, a carta valerá R$ 69.000 e você terá esse total para fazer sua compra.

Indicadores de correção de crédito

Para não falar apenas em indicadores como aqueles que abordam o tema de forma difícil de entender, citamos alguns dos indicadores utilizados em consórcios.

No caso dos consórcios imobiliários, os indexadores mais usuais são INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) e CUB (Custo Unitário Básico).

Para carros, bicicletas, utilitários e outros veículos, é habitual utilizar a tabela específica de cada fabricante ou a Tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Outros indicadores que podem ser aplicados são: IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado) e INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Como a correção de crédito é feita?

O reajuste geralmente ocorre anualmente. É muito importante entender que se trata do período de um ano, como a base do mês em que as atividades do grupo começaram. Assim, se um determinado consórcio iniciado em 05/07/2020, no dia 05/07/2021 haverá o reajuste, já que foram exatamente 12 meses.

A Correção de Crédito é calculada da seguinte forma: acumula o valor do índice nos últimos 12 meses e depois se aplica ao valor da carta de crédito.

Por exemplo, em um consórcio de veículos, a carta inicialmente tinha um valor de R$80.000. No final do ano, o indexador variou de 10% para 10%. Em breve, a carta de crédito terá um reajuste de R$8.000 neste período. O valor total da carta será de R$88.000.

Este valor de R$8.000 será dividido pelo prazo restante do consórcio (digamos que é de 8 anos, ou 96 meses). As novas parcelas virão com uma adição de R$83,33.

Agora sim, não há mais segredos

Não há nenhum segredo. O importante é saber qual índice e acompanhar as suas variações. Mas o próprio administrador será responsável pelas informações da Correção de Crédito.

O reajuste atualiza o poder de compra do consorciado e pode ter influência do aumento de salário.

Agora, como está feita a Correção de Crédito? O que você achou sobre a questão? Aproveite os seus comentários nos espaços abaixo! Sua opinião é importante para o blog!

você pode gostar